Este site utiliza cookies que permitem melhorar o desempenho e facilitar a experiência do utilizador . Ao continuar a utilizar este site , está a concordar com a utilização de cookies. - Saiba mais - Fechar
Devido à situação pandémica poderão verificar-se alguns atrasos na entrega das encomendas. Agradecemos a vossa compreensão!

Os países do mundo inteiro estão rapidamente a adaptar as linhas directrizes de regulamentação de equipamentos para logística em madeira no comércio internacional, as Diretiva 15 do IPM.


A Diretiva 15 do IPM (Normas Internacionais para Medidas Fitossanitárias) da FAO (Organização de Alimentos e Agricultura das Nações Unidas) descreve de que forma é que as embalagens em madeira, como as paletes, devem ser esterilizadas de forma a evitar o contágio mundial de pestes e parasitas (pode fazer o download desta diretiva no nosso website www.engels.eu). Cada vez mais países têm aderido a esta diretiva, consulte o nosso mapa abaixo.

Para que as paletes de madeira cumpram a diretriz 15, deverá ser feito um tratamento a quente (Heat Treatment, HT). Isto significa que a madeira deve ser aquecida durante, pelo menos, 30 minutos de forma a que o seu núcleo atinja uma temperatura mínima de 56°C. Mas porquê complicar as coisas? Com paletes de plástico para uma ou várias funções tem a garantia de um produto livre de organismos parasíticos.

As paletes para exportação em plástico têm mais vantagens comparativamente com as paletes de madeira do que apenas resistência a insetos e a fungos :

  • são mais leves que as versões em madeira e metal
  • não têm pregos ou lascas, pelo que são mais agradáveis e seguras
  • as paletes de plástico podem ser geralmente limpas com mais rapidez e facilidade, uma necessidade de produção que mantém a conformidade com as diretrizes da HACCP
  • o tamanho, peso e forma são constantes, um fator importante em, por exemplo, armazéns automáticos
  • permitem um bom empilhamento graças às extremidades empilháveis (circulantes)
  • os tipos passíveis de encaixe requerem apenas pouco espaço durante o transporte ou armazenamento
  • elevada durabilidade e possibilidade de reciclagem
  • possibilidade de personalização, tal como o nome e logótipo da empresa, como também paletes em cores específicas
  • mantém a conformidade com os requisitos de exportação mais exigentes (para os EUA, Austrália, Canadá, Nova Zelândia e China)

ISPM 15 directiva em inglês.

Diretiva 15 do IPM

Os países do mundo inteiro estão rapidamente a adaptar as linhas directrizes de regulamentação de equipamentos para logística em madeira no comércio internacional, as Diretiva 15 do IPM.


A Diretiva 15 do IPM (Normas Internacionais para Medidas Fitossanitárias) da FAO (Organização de Alimentos e Agricultura das Nações Unidas) descreve de que forma é que as embalagens em madeira, como as paletes, devem ser esterilizadas de forma a evitar o contágio mundial de pestes e parasitas (pode fazer o download desta diretiva no nosso website www.engels.eu). Cada vez mais países têm aderido a esta diretiva, consulte o nosso mapa abaixo.

Para que as paletes de madeira cumpram a diretriz 15, deverá ser feito um tratamento a quente (Heat Treatment, HT). Isto significa que a madeira deve ser aquecida durante, pelo menos, 30 minutos de forma a que o seu núcleo atinja uma temperatura mínima de 56°C. Mas porquê complicar as coisas? Com paletes de plástico para uma ou várias funções tem a garantia de um produto livre de organismos parasíticos.

As paletes para exportação em plástico têm mais vantagens comparativamente com as paletes de madeira do que apenas resistência a insetos e a fungos :

  • são mais leves que as versões em madeira e metal
  • não têm pregos ou lascas, pelo que são mais agradáveis e seguras
  • as paletes de plástico podem ser geralmente limpas com mais rapidez e facilidade, uma necessidade de produção que mantém a conformidade com as diretrizes da HACCP
  • o tamanho, peso e forma são constantes, um fator importante em, por exemplo, armazéns automáticos
  • permitem um bom empilhamento graças às extremidades empilháveis (circulantes)
  • os tipos passíveis de encaixe requerem apenas pouco espaço durante o transporte ou armazenamento
  • elevada durabilidade e possibilidade de reciclagem
  • possibilidade de personalização, tal como o nome e logótipo da empresa, como também paletes em cores específicas
  • mantém a conformidade com os requisitos de exportação mais exigentes (para os EUA, Austrália, Canadá, Nova Zelândia e China)

ISPM 15 directiva em inglês.

Copyright © 2020 Engels. All rights reserved.